“A Princesa de Bambuluá” retorna para apresentações online e gratuitas

14/04/2021


Peça terá seis novas apresentações a partir do dia 17



Encenado pela Cia Quase Cinema, o espetáculo infantil “A Princesa de Bambuluá” é uma adaptação do conto popular brasileiro de mesmo nome, resgatado pelo pesquisador Luís Câmara Cascudo. Esta versão da história começou a ser contada em Teatro de Sombras pela companhia há 16 anos, sendo a primeira montagem realizada pelo grupo. Para resgatar a narrativa, este ano, “A Princesa de Bambuluá” será apresentada de forma online e gratuita em sua nova temporada, a partir do dia 17 de abril.


Apesar de pouco conhecido, o conto fala da inspiradora jornada de João, que com persistência e coragem, enfrenta inúmeros desafios para desencantar a princesa de Bambuluá. A trama é uma imersão no universo do nordeste do nosso país, experiência potencializada na sua adaptação ao Teatro de Sombras. A produção teatral acontece a partir do prêmio Proac Lab, e para os idealizadores do espetáculo, “Existe uma grande importância em apresentar para o público um conto originalmente brasileiro, um resgate das histórias que foram contadas pelos nossos antepassados. Hoje muitos contos são de origem estrangeira com paisagem e personagens que não retratam nossa terra”.


Um reino encantado, pássaros, músicas, fantasia, difíceis desafios, coragem e persistência são alguns elementos desse conto de fadas brasileiro. Para dar vida a este cenário, se complementa uma produção mágica com desenhos inspirados na xilogravura, cores, sombras e trilha sonora. Assim, a Cia Quase Cinema cria uma atmosfera de cinema - ou quase cinema - vivo dentro da casa de cada espectador, e coloca o povo brasileiro como protagonista da história.


SERVIÇO | Espetáculo “A Princesa de Bambuluá”


Quando?

Dia 17.04, sábado, às 16h

Dia 18.04, domingo, às 16h

Dia 19.04, segunda, às 16h

Dia 20.04, terça, às 16h

Dia 21.04, quarta, às 16h

Dia 22.04, quinta, às 16h


Onde?

No canal da Cia Quase Cinema

YouTube: www.youtube.com/CiaQuaseCinema1

Indicação etária: A partir de 4 anos

Duração: 30 minutos


FICHA TÉCNICA

Adaptação / dramaturgia - Ronaldo Robles

Direção - Ronaldo Robles e Silvia Godoy

Trilha Sonora original - Mano Bap

Cenário e Bonecos – Ronaldo Robles

Elenco – Ronaldo Robles / Silvia Godoy / Vitória Robles

Desenho de luz - Silvia Godoy

Figurino - Vera Luz e Silvia Godoy

Designer gráfico - Rafael Soares

Fotografia - Vitória Souza

Produção – Flávia Fernandes

Assessoria de imprensa – Revoada Assessoria e Ofício das Letras


SOBRE A CIA QUASE CINEMA

A Cia Quase Cinema existe desde 2004, nasceu do encontro de diferentes linguagens artísticas; artes cênicas, artes plásticas, cinema, performance e dança. O teatro de sombras surge como possibilidade de expressão, uma arte milenar que encanta adultos e crianças. O convite é para que o público mergulhe no universo fantástico e onírico das sombras que falam, cantam e dançam.

A pesquisa da companhia rompeu o tradicional teatro de sombras com inovações, como: Incorporação de diferentes suportes, pesquisas de novas fontes de luz, tecnologias, trabalho do espaço cênico como elemento complexo e a ambientação das sombras do teatro para o espaço urbano. Intervir no espaço da cidade com o teatro de sombras é estar no limiar, um desafio espacial que exige um aumento significativo da consciência corporal do performer, pesquisa que move este coletivo.


SOBRE RONALDO ROBLES

Diretor, roteirista, cenógrafo, antropólogo, produtor e performer - fundador da Cia Quase Cinema de teatro de sombras e da Associação Magneto Cultural de cinema. Produziu e dirigiu 11 espetáculos de teatro e sombras.Pesquisador da dramaturgia para o teatro de sombras contemporâneo num diálogo com o universo cinematográfico. Participa desde 2015 de projeto que leva o teatro para os campos de refugiados na Europa. Produtor e diretor do FIS Festival Internacional de Teatro de sombras/Brasil que está em sua 8a edição. É diretor e roteirista da websérie "Família Busca Fé".


SOBRE SILVIA GODOY

Diretora, bailarina, acrobata, light designer e performer - fundadora da Cia Quase Cinema de teatro de sombras e presidente da associação Magneto Cultural de cinema. Pesquisadora da luz em cena no teatro de animação e do corpo do ator no teatro de sombras. É produtora e diretora do FIS - Festival Internacional de Teatro de Sombras/Brasil, produziu e dirigiu 11 espetáculos de teatro de sombras e participa desde 2015 de projeto que leva o teatro para os campos de refugiados na Europa.