Advogados não devem se comover com a ansiedade de seus clientes

19/08/2022


*Por Daniel Toledo


Daniel Toledo - Divulgação

Ao dar início a um processo de imigração, muitos brasileiros tentam acelerar um procedimento que, majoritariamente, costuma levar tempo e passa por uma série de etapas que envolve o atendimento de advogados imigratórios e agentes consulares. Em alguns casos, profissionais de direito passam a criar um envolvimento pessoal com o processo, o que pode acarretar em uma série de problemas.

Quando isso acontece, o advogado tende a perder a capacidade de defesa, porque deixa de lado o olhar mais frio e crítico em relação ao cliente, de ele ter ou não condições e a estrutura para aquela determinada solicitação.

Um pedido de imigração mostra que aquele cliente quer sair de seu país de origem, e muitos advogados se comovem com a fragilidade do momento e tentam ajudar de todas as formas. Em muitos casos, o profissional não é capaz de situar de forma clara seu lugar de atuação, não separando as questões pessoais daquelas que se apresentam no caso, o que acentua as dificuldades que possam ocorrer.

Algumas vezes, o cliente acredita que esse envolvimento é benéfico, mas estar envolvido emocionalmente com uma causa pode impedir que a atuação se faça dentro dos trâmites corretos, e passe a existir dentro de uma lógica mais pessoal. O cliente pode até ter a impressão de que seu advogado está mais empenhado no caso, sem perceber que isso o impede de ocupar efetivamente o seu lugar no processo.

Esse tipo de situação faz com que imigrantes cheguem aos Estados Unidos sem preparo algum. Eles chegam sem orientação, estrutura, condição financeira e sem realmente conhecer o ambiente e os riscos relacionados a aquela realidade. Chegar com uma família, por exemplo, em um país completamente novo, sem ter todas as condições necessárias para iniciar uma vida, trabalhar e ser remunerado é um tiro no pé.

A melhor forma de lidar com clientes que querem dar entrada em um processo de imigração é através da sinceridade e transparência. Alguns acham que eu estou sendo pessimista ou tentando destruir os sonhos das pessoas, porque eu não digo exatamente o que elas querem ouvir, mas sim a realidade que devem se preocupar. Quando estamos preparados para lidar com situações adversas, as chances de frustração se reduzem enquanto as de sucesso aumentam.

Outros dois fatores que também atrapalham essa relação são a pressa ou urgência apresentada pelos solicitantes. Esses, não se preocupam com autorizações de trabalho ou todos os trâmites necessários para a finalização desse tipo de processo. Sair do brasil exige preparo, prioridades, estrutura e, principalmente tempo.

Sobre Daniel Toledo Daniel Toledo é advogado da Toledo e Advogados Associados especializado em Direito Internacional, consultor de negócios internacionais, palestrante e sócio da LeeToledo PLLC. Para mais informações, acesse: http://www.toledoeassociados.com.br. Toledo também possui um canal no YouTube com mais 160 mil seguidores https://www.youtube.com/danieltoledoeassociados com dicas para quem deseja morar, trabalhar ou empreender internacionalmente. Ele também é membro efetivo da Comissão de Relações Internacionais da OAB Santos.

Sobre o escritório O escritório Toledo e Advogados Associados é especializado em direito internacional, imigração, investimentos e negócios internacionais. Atua há quase 20 anos com foco na orientação de indivíduos e empresas em seus processos. Cada caso é analisado em detalhes, e elaborado de forma eficaz, através de um time de profissionais especializados. Para melhor atender aos clientes, a empresa disponibiliza unidades em São Paulo, Santos e Houston. A equipe é composta por advogados, parceiros internacionais, economistas e contadores no Brasil, Estados Unidos e Portugal que ajudam a alcançar o objetivo dos clientes atendidos. Para mais informações, acesse: http://www.toledoeassociados.com.br ou entre em contato por e-mail contato@toledoeassociados.com.br.