Agulhas: conheça os diferentes calibres, cores e funções

14/09/2022



Para vacinar, coletar sangue, administrar medicamentos ou uso estético. A população em geral desconhece as variedades, alguns têm fobia só de ouvir falar – e o medo tem até nome: aicmofobia - mas cada tipo de agulha tem sua função. Com sede em São José dos Pinhais (PR), a Firstlab desenvolve e fabrica produtos e equipamentos para Laboratórios de Análises Clínicas. E acaba de lançar a agulha 20x55 (24G) - comprimento de 20mm e diâmetro de 0,55 mm - um modelo utilizado em crianças, para coletas de sangue e administrações intramusculares, e para coleta de sangue em animais (laboratórios veterinários). Em casos mais esporádicos, pode ser utilizada em pacientes não pediátricos com veias muito finas e que o profissional não tenha um escalpe 23G em mãos.

Viviane Ceschim, assessora científica da Firstlab, explica que, atualmente, quase que a totalidade das agulhas produzidas são descartáveis: “As não descartáveis são apenas para alguns fins específicos na veterinária e pesquisa, por questões de biossegurança. O descarte é feito em lixo perfurocortante e infectante, sendo incinerado”.

O calibre da agulha corresponde ao diâmetro e segue padrões universais de identificação (grafia e cor). Por isso, quando você vai coletar sangue no laboratório, percebe cores diferentes e o profissional de Enfermagem escolhe os acessórios de acordo com o perfil do paciente. “Conforme aumenta o Gauge (o G ao lado do número do calibre), mais fina é a agulha. As agulhas possuem diferentes calibres (diâmetro, quão grossa/fina é a agulha) e comprimentos (profundidade, quão profunda será a inserção da agulha) e servem para coleta de sangue; administrações endovenosa, intramuscular, intradérmica, subcutânea, intraperitoneal; e outras situações mais específicas. Algumas são utilizadas apenas durante o preparo de algumas medicações, apenas para aspirar o medicamento, não sendo indicadas para utilização no paciente”, conta Viviane.

Cada agulha (calibre e comprimento específico) tem suas indicações dependendo do quão profundo a agulha precisa entrar, das características da solução que será administrada e das características do indivíduo. No caso da coleta de sangue, o calibre dependerá da veia da pessoa (veias finas x veias normais x veias pediátricas). “Não adianta querer usar agulha fininha para coletar sangue de adulto pois ocorrerá hemólise e alterações no resultado do exame. No caso de administração de medicações, não posso utilizar calibres próprios para administração intradérmica para administrar uma solução oleosa nas nádegas (intramuscular). Já para administração de vacinas, há algumas possibilidades possíveis, então há mais de um calibre/comprimento indicado. São várias situações e o profissional precisa avaliar caso a caso para escolher calibre e comprimento da agulha ideais para aquele paciente, naquela situação”, complementa.


Sobre a FirstLab - A FirstLab faz parte de um grupo sólido de empresas que trabalha pela vida, com mais de 25 anos de atuação e grande conhecimento no mercado da saúde. Desenvolve e fabrica produtos e equipamentos para Laboratórios de Análises Clínicas, promovendo segurança, inovação e tecnologia nas rotinas laboratoriais sempre pensando na sustentabilidade e atuando com responsabilidade.

www.firstlab.ind.br