Alvaro Dias adia decisão sobre concorrer ao Senado

28/07/2022


Alvaro Dias deixou a decisão sobre sua candidatura para 5 de agosto



A disputa ao Senado no Paraná deve colocar na mesma aliança o presidente Jair Bolsonaro (PL) e seu ex-ministro Sérgio Moro (União Brasil), com quem rompeu após deixar o Ministério da Justiça acusando o chefe do Executivo de interferência na Polícia Federal (PF). A chapa encabeçada pelo governador Ratinho Jr. (PSD), que concorre à reeleição e aparece com vantagem em todas as pesquisas, espera ainda uma definição do Podemos, do senador Alvaro Dias, que deixou a decisão sobre sua candidatura para 5 de agosto, último dia do prazo para as convenções.


Os acordos firmados pelo governador até agora incluem como candidatos ao Senado o deputado federal Paulo Martins (PL) e o deputado estadual Guto Silva (PP). A demora de Dias tem relação direta com a disputa dentro da aliança governista sobre o apoio de Ratinho Jr. e Bolsonaro. O senador pode ter concorrendo com ele, na mesma aliança, pelo menos outros três nomes.


Antes da convenção do Podemos, serão realizados os encontros estaduais do PSD no sábado, 30, do União Brasil no domingo, 31, e do PL na quarta-feira, 3.