Antes da estreia, Copa América já tem 17 casos de covid

13/06/2021


Bolívia anuncia quatro casos na delegação; Venezuela já tinha 13



Mesmo antes de a bola rolar pela Copa América, que começa neste domingo, 13, no Brasil, 17 casos positivos de covid-19 foram detectados em duas seleções que vão disputar o torneio. A Venezuela tem 13 baixas para encarar o Brasil, no Mané Garrincha, e a Bolívia anunciou na noite deste sábado, 12, que três jogadores e um membro de comissão técnica testaram positivo no exame de PCR.


"As pessoas que tiveram exames positivos encontram-se em bom estado de saúde e isoladas do grupo. Também já iniciaram todos os procedimentos estabelecidos pelo protocolo do departamento médico e da Conmebol para a competição", informou em um comunicado a Federação Boliviana de Futebol.


No mesmo texto, a entidade reforça que apenas são oficiais os resultados divulgados pelo Conmebol após aplicação dos exames de PCR. "A Federação Boliviana de Futebol informa que após exames realizados na delegação que está no Brasil para a disputa da Copa América foi detectado três casos positivos em jogadores e um na comissão técnica", disse.


A Bolívia já está em Goiânia, onde faz os preparativos finais para a para sua estreia na Copa América na segunda-feira, 14. Às 21h, ela enfrenta o Paraguai, no Estádio Olímpico. A federação do país ainda não divulgou quais são os atletas que testaram positivo e estarão fora deste duelo.


A Copa América ocorre no Brasil em um momento que a pandemia de covid-19 está com números altíssimos. Só para se ter uma ideia, neste sábado o Brasil registrou 2.008 mortes por covid-19 em 24 horas e teve uma média móvel de 1.961, a mais alta dos últimos 22 dias.