Arte africana é destaque em dois eventos neste fim de semana

14/09/2022


As Caravanas Étnico-Culturais fazem parte das ações da Assessoria para Promoção da Igualdade Racial



A arte com raiz africana é destaque da Caravana Étnico-Cultural do Cajuru e também da Feira de Cultura Africana, que acontecem neste fim de semana.


No sábado (17/9), ocorre a segunda edição das Caravanas Étnicas, desta vez na Rua da Cidadania do Cajuru. O evento conta com feira de empreendedorismo, apresentações culturais e oficinas.


No domingo (18/9), acontece a Feira Afro, na Praça Zumbi dos Palmares do Pinheirinho. A feira de empreendedorismo irá expor diversos produtos artísticos e artesanais, tanto com temas afro como também indígena e cigano.


As Caravanas Étnico-Culturais fazem parte das ações da Assessoria para Promoção da Igualdade Racial da Prefeitura.


Os expositores foram selecionados por meio de edital do Instituto Municipal de Turismo.


Produtos

Tania Aparecida do Carmo Nunes Ferreira vai expor seu artesanato de decoração. Ela trabalha com peças de gesso, sobre as quais cria cores e texturas. “Não tem uma peça igual à outra”, conta.


Cerca de 30 de suas peças serão apresentadas no Cajuru, com tamanho entre 15 e 25 centímetros e motivos africanos e exotéricos (linha xamânica que mostra o caboclo, indígenas, entre outras figuras). Os preços variam de R$ 25 a R$ 90.


Tania começou a produzir artesanato há cerca de três anos. O trabalho cresceu durante a pandemia e agora ela participa de sua primeira feira, que coincide com a criação da empresa de artesanato Sanctas.


“Curitiba tem muitas oportunidades nesta área, com muitas feiras”, diz ela, que morava em São José dos Campos (SP) e se mudou para a capital paranaense após se aposentar.


Indígena

Depois de participar, com bons resultados, da Caravana da CIC, Suélio Fàg Fy leva sua arte indígena ao Cajuru.

As peças do amplo artesanato do caingangue (cocares, maracás, colares, tiaras, cestos, entre outros) são produzidas a partir de materiais como cipó, escamas de peixe, conchas e penas.

Os preços variam de R$ 5 a R$ 100.


Cigana

Cristiane Machado Martins, por sua vez, vai expor seu artesanato com inspiração cigana. São tornozeleiras, pulseiras, colares, que incluem uma linha infantil, que ela também comercializa pela internet. Os preços variam de R$ 17 a R$ 130.


Há aproximadamente um ano, Cristiane criou com a mãe, Maria Aparecida, uma loja virtual de artesanato, chamada Libell. No Cajuru, também participa pela primeira vez de uma feira em Curitiba.


O negócio, que começou com adereços “de mãe para filha” para uso pessoal, cresceu e hoje ela envia seus acessórios para várias partes do país.


Serviço

Caravana Étnico-Cultural do Cajuru Data: sábado (17/9), das 13h30 às 18h30 Local:Rua da Cidadania do Cajuru (Rua Prefeito Mauricio Fruet, 2.150, Cajuru) Mais informações: (41) 3221-2712.

Feira de Cultura Africana Data: domingo (18/9), das 14h às 18h Local: Praça Zumbi dos Palmares (Rua Elói Orestes Zeglin, Pinheirinho)