Assembleia desiste de permitir que Paraná receba lixo

01/08/2022


Derrubada de veto do governador provocou críticas de entidades



A Assembleia Legislativa recuou e desistiu de permitir que o Paraná receba lixo de outros estados, como autorizado na semana passada, com a derrubada de veto parcial do governador Ratinho Júnior (PSD) ao projeto aprovado pela Casa que estabelece a política estadual de gestão de resíduos. A iniciativa provocou intensas críticas de entidades de proteção ambiental, bem como do Ministério Público do Paraná, levando os parlamentares a recuarem.


O veto foi derrubado no último dia 25, por 29 votos a 13. Os votos pela rejeição do veto vieram da própria base do governo na Casa, enquanto a oposição votou para mantê-lo. Durante a sessão, o líder do governo na Assembleia, deputado Marcel Micheletto (PSD), orientou os parlamentares da base de apoio de Ratinho Jr a votarem pela derrubada do veto do governador. O presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSD), também fez um "apelo pelo voto não" para a rejeição do veto.


Na justificativa do veto, o governo apontou que o texto aprovado permite a “liberação da recepção pelo Paraná, de resíduos que foram proibidos de destinação para o nosso Estado, conforme estabelecido na Resolução nº 109/2021 do Conselho Estadual do Meio Ambiente – CEMA”, argumentou o governo.