Ataques terroristas deixam mortos no aeroporto de Cabul

26/08/2021


Pentágono confirma que há 12 militares americanos entre os mortos



Ao menos duas explosões deixaram várias vítimas no aeroporto internacional de Cabul, capital do Afeganistão, nesta quinta-feira (26). A Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) confirmou que foi um atentado terrorista e o Talibã condenou o ataque. Pentágono fala em "ataque complexo" e diz que há 12 militares americanos entre os mortos e ao menos 15 agentes feridos.


Imagens feitas por jornalistas afegãos mostram dezenas de corpos enfileirados e cobertos próximos ao local da explosão. Segundo a emissora britânica BBC e o "Post", que citam fontes do governo afegão, ao menos 60 civis morreram após o ataque.


O secretário de Defesa dos EUA, Lloyd J. Austin III, lamentou as mortes dos militares que atuavam no controle do aeroporto em um comunicado, mas confirmou que a retirada continua.


"Terroristas tiraram suas vidas no exato momento em que as tropas tentavam salvar a vida de outras pessoas", escreveu Austin. "Não seremos dissuadidos da tarefa que temos em mãos."


O aeroporto internacional Hamid Karzai é a única porta de saída do país para milhares de estrangeiros e afegãos que tentam, desesperados, embarcar nos voos de retirada organizados pelos países ocidentais (veja mais abaixo).


"Podemos confirmar que a explosão no portão da Abadia foi o resultado de um ataque complexo que resultou em várias vítimas americanas e civis", afirmou o porta-voz do Pentágono, John Kirby.


"Podemos confirmar pelo menos uma outra explosão no hotel Baron ou próximo a ele, a uma curta distância do portão da Abadia".


O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse que "condena veementemente o horrível ataque terrorista fora do aeroporto de Cabul". "Nossa prioridade continua sendo evacuar o máximo de pessoas para um local seguro o mais rápido possível".