top of page

Bairro Novo do Caximba tem primeiras obras em andamento

26/12/2022


Bairro Novo do Caximba tem investimentos da Agência Francesa de Desenvolvimento


Foto: Hully Paiva/SMCS

O Bairro Novo do Caximba, maior projeto socioambiental da história recente de Curitiba, teve em 2022 o início da construção de 752 unidades habitacionais, além do começo dos trabalhos para urbanização da área, com microdrenagem, pavimentação, infraestrutura de água, esgoto e iluminação. A licitação foi vencida pela empresa Sial Engenharia, no edital publicado em abril.


A execução começou em outubro, com a organização do canteiro de obras e o isolamento da área para segurança dos moradores e dos operários. O trabalho tem o acompanhamento da Secretaria Municipal de Obras (Smop), com apoio na área ambiental e de obras da Unidade Técnico Administrativa de Gerenciamento (Utag) e da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), na área social.


Desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) a pedido do prefeito Rafael Greca, no início da gestão de 2017-2020, o Bairro Novo do Caximba tem investimentos da Agência Francesa de Desenvolvimento no valor de €$ 38,1 milhões, mais contrapartidas do município.


O projeto prevê o reassentamento de 1.147 famílias que hoje vivem em situação de vulnerabilidade sanitária e ambiental, ocupando irregularmente a área de preservação permanente nas margens dos rios Barigui e Iguaçu, sem infraestrutura de saneamento básico e com serviços públicos precários.


A mudança das famílias para as novas unidades habitacionais que estão sendo construídas a menos de 700 metros do local de origem vai permitir a recuperação ambiental da mata ciliar, dar lugar a um parque linear para absorção das cheias do rio sem destruir a vida e a saúde de nenhum morador.


O combate aos efeitos climáticos e o resgate da dignidade dos moradores da Vila 29 de Outubro terão ainda outros mecanismos, como soluções construtivas inovadoras e sustentáveis nas novas residências, pavimentação permeável para permitir a drenagem do solo e diferentes programas sociais de estímulo a geração de renda, capacitação e economia circular.


Os próximos editais a serem lançados serão a ampliação da Escola Municipal Joana Raksa e as fases 3 e 4, com novas unidades habitacionais e trecho de urbanização e regularização fundiária.

bottom of page