Biden assina pacote de estímulo de US$ 1,9 trilhão

11/03/2021


Plano de ajuda foi aprovado nesta semana pela Câmara



O presidente americano Joe Biden promulgou nesta quinta-feira (11) o pacote de estímulos de US$ 1,9 trilhão, para medidas de auxílio contra a crise causada pela pandemia da Covid-19.


O pacote de ajuda já havia sido aprovado pelo Senado dos Estados Unidos no dia 6. A Câmara de Representantes também deu seguimento ao plano nesta quarta-feira (10), abrindo caminho para assinatura do presidente.


O pacote de Biden é o terceiro aprovado pelo país desde o início da pandemia. Ao todo, já foram gastos US$ 5 trilhões em programas de ajuda econômica, valor equivalente a cerca de 25% do PIB americano.


O primeiro plano de resgate da gestão Biden dará uma ajuda imediata aos americanos. As pessoas que ganham menos de US$ 75 mil por ano e os casais casados com renda de até US$ 150 mil por ano receberão em breve cheques de US$ 1,4 mil por pessoa.


O projeto de lei prevê também US$ 1,4 mil por pessoa responsável.


Os pagamentos diminuem progressivamente antes de desaparecerem para os indivíduos cuja renda chegar a pelo menos US$ 80 mil e US$ 160 mil para os casais casados.


Esta parcela do auxílio totaliza cerca de US$ 400 bilhões para milhões de americanos.


Esses cheques completam outros de US$ 600 enviados no último plano de US$ 900 bilhões adotado em dezembro, que veio depois do plano de 2,2 trilhões de meados do ano passado.