Brasil faz a melhor campanha olímpica da história

07/08/2021


Boxe e vôlei feminino podem fazer país ultrapassar os sete ouros



O sábado em Tóquio foi o dia mais dourado da história das Olimpíadas para o Brasil. Depois das medalhas de ouro no boxe, com Hebert Conceição, e na canoagem, com Isaquias Queiroz, os homens garantiram o bicampeonato no futebol. E foi com emoção. Malcom fez o gol do título no segundo tempo da prorrogação, depois do 1 a 1 no tempo normal. O Brasil garantiu a melhor campanha de todos os tempos em Jogos Olímpicos.


O país igualou o recorde de sete ouros, alcançado no Rio 2016, e tem duas ótimas chances de ultrapassá-lo no último dia de competições. No vôlei feminino, encaramos os Estados Unidos à 1h30 deste domingo. No boxe, Beatriz Ferreira pega Kellie Harrington, da Irlanda, na final do peso leve, às 2h da manhã.


Yokohama é verde e amarela novamente. Desta vez, nas Olimpíadas. Dezenove anos após faturar o pentacampeonato mundial, o futebol brasileiro voltou à cidade japonesa para conquistar o bicampeonato olímpico. E foi sofrido. Diante da Espanha, o Brasil perdeu pênalti com Richarlison, conseguiu sair na frente do placar com Matheus Cunha, mas sofreu o empate de Oyarzabal e levou pressão no segundo tempo. Na prorrogação, porém, brilhou a estrela de Malcom, que deixou o banco para marcar o gol do título. Placar de 2 a 1 e ouro no peito.