Brasil vai em busca do hexacampeonato

29/07/2022


A seleção brasileira tem gerado desconfiança em parte da torcida



No dia 24 de novembro, a seleção brasileira começará, no Catar, a sua corrida pelo hexacampeonato mundial. Esta edição da Copa do Mundo não vai ser nada fácil, e o Grupo G oferecerá bons testes para o Brasil. Isso porque Sérvia e Camarões são seleções que, historicamente, sempre tiveram bons jogadores, enquanto a Suíça, embora seja menos tradicional, tem uma geração formada por atletas com experiência nas principais ligas da Europa. Torcedores e apostadores estão se perguntando se, após 20 anos, o Brasil será capaz de levar a taça para casa. Quem gosta de prever resultados pode aproveitar o bônus Bet365 válido e obter mais informações.


Em 2002, quando conquistou seu último Mundial, o Brasil tinha um trio de ataque formado por Ronaldinho, Rivaldo e Ronaldo. A realidade, hoje, é bem diferente, mas, mesmo com a queda na qualidade técnica, a seleção ainda é apontada como uma das favoritas ao título. Os outros países bem cotados são França, atual campeã, Inglaterra, Argentina, Espanha e Alemanha.

A seleção brasileira tem gerado desconfiança em parte da torcida, porque costuma apresentar dificuldades quando enfrenta equipes mais fortes. Na Copa de 2018, foi eliminada pela Bélgica, nas quartas de final, e na última Copa América, perdeu a final, em casa, para a Argentina. Apesar disso, o Brasil fez uma campanha histórica nas Eliminatórias Sul-Americanas, conquistando 47 pontos em 17 jogos.


Tite tem conseguido realizar uma boa mistura de jogadores experientes e jovens talentosos, como Rodrygo, Gabriel Martinelli e Bruno Guimarães. A convocação final ainda é um mistério, mas, sem dúvidas, o sucesso da seleção passa por essa mescla. Os desafios no Catar serão pesados e, para vencer a competição, o Brasil terá que desbancar rivais importantes.


A França, por exemplo, talvez seja o time com o maior número de jogadores decisivos – parar Mbappé, Benzema, Griezmann, Pogba e companhia não será tarefa fácil para os rivais. A Inglaterra é outra equipe que, nos últimos anos, vem conquistando bons resultados (ficou em quarto lugar na Copa de 2018 e foi vice-campeã da Eurocopa de 2020) e sonha com voos mais altos em 2022.


A Argentina, por sua vez, é a atual campeã da Copa América e tem ninguém menos do que Lionel Messi no elenco. O craque, aliás, pode ter uma motivação extra, uma vez que a Copa do Mundo do Catar poderá ser a sua última. Portanto, a jornada rumo ao hexacampeonato será repleta de obstáculos – caberá a Tite armar o time que terá a difícil missão de trazer a taça para o Brasil.