Cascavel inaugura 20 laboratórios de robótica em escolas da Rede Municipal

19/05/2021


Evento nesta quinta-feira consolida o fornecimento de maquinário completo



Em parceria com a E-Tech Brasil e a Edubot, a Secretaria Municipal de Educação de Cascavel inaugura nesta quinta-feira (20) laboratórios em 20 escolas municipais de Cascavel (PR) – um terço da rede local –, beneficiando até 8 mil estudantes. Como um ato simbólico da entrega, a Escola Municipal Gladis Maria Tibola sediará o evento, no formato presencial, a partir das 8h30, contando com a presença do prefeito Leonaldo Paranhos e da secretária de educação Márcia Baldini. O uso de máscaras e de medidas de distanciamento serão obrigatórios. Inicialmente, os 4º e 5º anos do Ensino Fundamental serão contemplados. A meta para essa gestão é chegar à totalidade de unidades escolares do município paranaense.


Em termos práticos, a inauguração dos 20 laboratórios contemplam todos os equipamentos necessários para a aplicação do material didático escolhido, como cortadora a laser, impressora tridimensional, kits de Robótica e de eletrônica pedagógica fornecidos pelo empresa E-Tech Brasil. Além disso, o contrato prevê material didático, incluindo os livros para os professores, com suporte em pensamento computacional, matemática das estruturas e demais fundamentações teóricas, e os cadernos de atividades para os estudantes que cobrem 38 semanas de aulas planejadas para cada uma das séries (4º e 5º ano do Ensino Fundamental – Anos Iniciais).


Presença confirmada, o prefeito Leonaldo Paranhos ressalta a importância da disciplina e das boas práticas de ensino. “A robótica é uma ferramenta importante no processo de aprendizagem do aluno, no desenvolvimento intelectual da criança e vai auxiliar no desafio que temos em trazer o aluno novamente às salas de aula neste momento de retomada da educação, após mais de um ano de pandemia”, enfatiza.


O Material Didático da Edubot – Sistemas de Ensino em Cultura Digital foi escolhido pela Rede Municipal para ser adotado nas aulas nos laboratórios que estão sendo inaugurados. “Nosso intuito é auxiliar alunos e professores na jornada da cultura digital, tornando-a mais acessível para todos - educadores e estudantes. É possível descobrir um novo talento com a mão na massa e, mais do que isso, apaixonar-se por essa disciplina que envolve robótica, pensamento computacional, conhecimentos de eletricidade e eletrônica”, afirma Jocemar do Nascimento, cofundador e diretor pedagógico da Edubot.


“Tomamos o cuidado para que todas as ferramentas fossem adaptadas para as crianças, oferecendo usabilidade e seguranças no manuseio. O projeto nasceu quando eu era professor de informática e notei que, devido à carência de um conteúdo específico e sistematizado, era preciso muita boa vontade do corpo docente para ensinar essa parte mais tecnológica aos alunos”, acrescenta Nascimento. Esse conteúdo pode ser incorporado ao calendário formal das escolas ou ao modelo contraturno, variando conforme o formato adotado por cada gestão escolar.


Fundada em 2019, a empresa conta com uma equipe encarregada da gestão dos projetos, além de um time de autores contratados para produtos específicos, como livros didáticos e cadernos de atividades.


A material desenvolvido pela startup funciona em conformidade com a BNCC (Base Nacional Comum Curricular), no que tange a Competência Geral 05 – A Cultura digital, e opera um modelo baseado na Espiral da Aprendizagem Criativa, desenvolvido pelo Professor Mitchel Resnick do Massachusetts Institute of Technology (MIT), promovendo uma aprendizagem mais prática, dinâmica e ativa. Em sua metodologia, a Edubot propõe os módulos temáticos de: pensamento computacional, conceitos de eletrônica e eletricidade, estruturas, robótica educacional, educação empreendedora e, por fim, metodologias ativas.


“A ideia da Edubot é potencializar talentos”, ressalta Jocemar. A startup cuida da implantação com a formatação inicial e ainda disponibiliza uma carga horária adicional para acompanhamento ao longo do ano letivo (base contratual com cada escola). “Ao passo que o projeto é aplicado, estamos juntos para monitorar, mas quem executa é o próprio docente, que pode ser um professor pedagogo ou um especialista”, acrescenta.


Novos modelos x pandemia

Em tempos de isolamento social, a Rede Municipal de Ensino se antecipa para a retomada presencial das atividades, promovendo a inclusão laboratorial de robótica nas escolas municipais. Ao mesmo tempo, a Rede entende os desafios do contexto atual, oferecendo suporte às escolas com conteúdo na plataforma online e na formação aos times docentes para preparar e proferir aulas à distância via plataformas de aprendizagem, as ferramentas presentes no laboratório e o material didático contemplas atividades que podem ser realizadas remotamente com todo o apoio necessário para o melhor aproveitamento dos recursos públicos.


Serviço:

Inauguração - laboratórios da Edubot

Quinta-feira, 20 de maio, das 8h30 às 10h

Local: Escola Municipal Gladis Maria Tibola - R. São Paulo, 80 - Centro, Cascavel – PR


Confirmação de presença – Cobertura de Imprensa

Favor enviar presença pelo e-mail pautas@miracomunica.com.br, informando nome completo de todos os componentes da equipe e veículo.


Sobre a Edubot (www.edubot.com.br):

A Edubot nasceu em 2019 para suprir uma das carências das escolas públicas e particulares: a ausência de materiais didáticos que integrem ferramentas de hardware e software com um planejamento pedagógico sólido. A ideia da startup é que professores consigam atender à demanda da sociedade por uma educação de qualidade, incluindo o uso de tecnologias educacionais integradas ao currículo escolar. Todas as suas atividades contemplam o artigo da BNCC sobre cultura digital.


A Robótica é a ciência que estuda a construção de objetos, como robôs. Na Robótica Educacional, os ambientes de aprendizagem reúnem materiais não estruturados e kits de montagem, com inúmeras peças, motores, sensores, controlados por uma placa com software. O grande diferencial da Robótica é que ela pode desenvolver o raciocínio e a lógica, bem como a capacidade de resolver problemas na prática. Saiba mais: www.edubot.com.br