Cem escolas e CMEIs voltam às aulas partir de segunda-feira

18/07/2021


Famílias poderão optar pelo formato presencial ou on-line




Nesta segunda-feira (19), 50 escolas e 50 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) voltam às atividades em formato de ensino híbrido (com aulas presenciais e videoaulas da TV Escola Curitiba).


Estas cem unidades fazem parte do programa Leia+, Liga pela Equidade, Igualdade e Alfabetizações, que inclui ações em favor da equidade e da alfabetização de acordo com a realidade de cada local. As famílias das crianças destas unidades já foram consultadas e optaram pelo formato de ensino híbrido. Com isso, cerca de sete mil estudantes estarão nas atividades presenciais a partir do dia 19.


A partir de 2 de agosto, todas as 415 unidades (185 escolas e 230 CMEIs) da rede municipal deverão retomar as atividades.


Com segurança

Para garantir um retorno seguro e dentro do Protocolo de Retorno das Atividades Presenciais, a Secretaria Municipal da Educação equipou todas as unidades com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), itens de limpeza, totens de álcool em gel 70%, termômetros e tapetes sanitizantes, entre outros produtos.


As escolas e CMEIs também estão recebendo serviços de sanitização com amônia quaternária, para matar fungos, vírus e bactérias. O produto é pulverizado nas superfícies.


A secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, destaca que já foram investidos mais de R$ 2 milhões em itens de prevenção ao coronavírus, desde o início da pandemia. “E mais aquisições serão feitas conforme a necessidade, incluindo máscaras, itens de higienização e aventais”, explica.


O CMEI Centro Cívico, da Regional Matriz, foi sanitizado nesta sexta-feira (16/7). A diretora Ana Beatriz Cerqueira disse que as salas já estão limpas e organizadas para receber as crianças. "Temos tapetes sanitizantes para limpeza dos pés, álcool e termômetros para aferir a tempetura na entrada", conta Ana.


Vacinação

A Secretaria Municipal da Saúde já ofertou a vacinação (primeira dose) para todos os profissionais da Educação com mais de 18 anos.


“Pudemos volta ao ensino presencial com o avanço da vacinação para os professores, a bandeira amarela, a queda nos números da covid-19 e o nosso protocolo. Vamos monitorar a situação em todas as unidades”, frisa Maria Sílvia.


Escolha das famílias

A consulta para as famílias escolherem entre os modelos de ensino híbrido (presencial + videoaulas) ou remoto (videoaulas + kits pedagógicos) será disponibilizada de 19 a 23 de julho no site da Secretaria Municipal da Educação, como ocorreu no início deste ano, antes volta às aulas híbrida em fevereiro.


“Enquanto durar a situação de pandemia, a escolha continua sendo das famílias, que decidem se a criança vai frequentar presencialmente uma unidade de ensino ou se permanecerá acompanhando os conteúdos pelo ensino remoto”, pontua a secretária.