Cerca de 150 pessoas ainda estão desaparecidas em desabamento de prédio em Miami

28/06/2021


Número de mortes confirmadas pelas equipes de resgate é dez



Equipes de resgate retiraram nesta segunda-feira (28) o décimo corpo dos escombros do prédio que desabou parcialmente na Flórida, nos Estados Unidos, na quinta-feira (24).


Cerca de 150 pessoas ainda seguem desaparecidas, e autoridades prometem continuar procurando por possíveis sobreviventes. Mais da metade do Chaplain Towers desmoronou na madrugada, quando os moradores dormiam.


Uma criança brasileira está entre os desaparecidos. Lorenzo Leone, de 5 anos, estava com seu pai, Alfredo Leone, quando o edifício veio abaixo. Sua mãe, Raquel Oliveira, não estava no apartamento porque visitava parte da família no Colorado.


Equipes de resgate usam guindastes, cães farejadores e equipamentos com infravermelho em busca de qualquer sinal de vida entre os escombros, na esperança de que bolsões de ar possam ter se formado sob o concreto — o que poderia manter pessoas com vida por tantos dias.


"Vamos continuar e trabalhar incessantemente para exaurir todas as opções possíveis em nossa busca", disse a prefeita do condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, em uma coletiva de imprensa. "A operação de busca e resgate continua".


Mas as chances de encontrar sobreviventes diminuem com o passar do tempo, e equipes de resgate estão tendo dificuldades para encontrar até mesmo restos mortais. Até o momento, as oito vítimas foram identificadas oficialmente pela polícia.


O prédio fica em Surfside, cidade ao norte de Miami Beach e interligada por pontes a Miami continental. Os três municípios ficam no distrito de Miami-Dade, no sul da Flórida.