Comércio espera recuperação no Dia das Mães de 2021

06/05/2021


Pesquisa foi realizada pela Fecomércio-PR



Sondagem realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) e divulgadsa ainda no final de abril, revelou que 80,2% dos paranaenses pretendiam presentear neste Dia das Mães. A intenção de compras para a data é 18% maior do que em 2020, quando 68,0% dos consumidores planejavam comprar presentes para as mães.


Segundo projeção da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC)/Fecomércio PR, o Dia das Mães de 2021 promete ser mais promissor para o varejo brasileiro e deve movimentar R$ 12 bilhões em todo o país. No Paraná, a estimativa é de que a segunda data mais importante do comércio injetará R$ 820 milhões na economia do estado.


O Dia das Mães é a segunda data que mais dá mais lucro aos comerciantes após o Natal, porém, foi uma das primeiras que tivemos que celebrar em casa, no ano passado. O varejo sentiu redução nas vendas durante essa época, mas agora com o crescimento do e-commerce e a flexibilização das medidas o cenário pode ser outro.


O mercado ainda não fala em recuperação em níveis pré-pandemia, mas adianta que os resultados devem ser bem superiores ao do ano passado, quando houve retração de até 60%.


Para este ano, a estimativa é até de aumento do tíquete médio do presente — subindo de R$ 105,15 para R$ 116,03, o que pode ser explicado que para compensar a distância, os filhos estão presenteando mais e com presentes melhores.


Distanciamento

As lojas de rua e shoppings de Curitiba estão autorizadas a funcionar neste domingo do Dia das Mães. Apesar disso, nesta semana a Associação Comercial do Paraná (ACP) divulgou nota informando que boa parte de seus associados não devem abrir domingo. Ainda pede que os consumidores não deixem as compras para a última hora para evitar as aglomerações.


Considerada a segunda data mais importante do ano para o mercado de flores no Brasil, o Dia das Mães representa um período de grande crescimento do volume de vendas no setor. Entretanto, no último ano a pandemia global do coronavírus e as recomendações sanitárias de isolamento fizeram com que a data não alcançasse os números positivos registrados em anos anteriores.


Atualmente, com a vacinação em andamento, os comerciantes de flores e plantas ornamentais de todo o país estão aguardando a celebração com mais otimismo.


Para o Dia das Mães 2021, no próximo domingo, o mercado de flores aposta em um aumento no fluxo das vendas com o impulsionamento dos atendimentos presenciais e via e-commerce. “Com a vacinação já avançada entre os maiores de 60 anos e a abertura do comércio seguindo os protocolos de distanciamento, podemos enxergar uma normalidade maior neste Dia das Mães, que é um período tão relevante para o nosso segmento”, afirma Bruno José Esperança, diretor geral da Esalflores.


As estimativas de aumento no volume de vendas ainda são incertas porém bastante positivas. “Estamos otimistas, mas como é um cenário ainda desconhecido em relação ao ano passado não podemos traçar números e expectativas exatas”, comenta.