Começam as audiências sobre assassinato de petista em Foz

14/09/2022


Jorge Guaranho, réu por homicídio duplamente qualificado, deve ser ouvido na quinta



Começam nesta quarta-feira (14) as audiências de instrução do caso do tesoureiro do PT que foi morto pelo policial bolsonarista Jorge Guaranho em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. De acordo com a programação, por ser réu, Guaranho será o último a prestar depoimento.


A previsão é que isso ocorra na quinta-feira (15), por vídeo. Réu por homicídio duplamente qualificado, o policial penal federal está preso no Complexo Médico Penal de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.


Já as testemunhas e peritos serão ouvidos presencialmente no Fórum da cidade, a partir das 13h15.


Conforme as partes, 10 testemunhas de acusação foram nomeadas e devem ser ouvidas. Já do lado da defesa, seis pessoas devem prestar depoimento à Justiça.


As audiências de custódia são fechadas. A previsão é que elas durem até por volta das 19h, sendo retomadas no dia seguinte também às 13h15.


Depois de realizadas, conforme legislação, um prazo é aberto para o Ministério Público reforçar as acusações nas alegações finais. O mesmo é feito pela defesa na sequência.


Ao fim, é feita a sentença de pronúncia que determina se o réu vai a julgamento em júri popular ou não.