Comissão vai acompanhar ameaças contra vereadora

15/02/2022


Carol Dartora foi alvo de ameaças e injúrias raciais



Nesta terça-feira (15), o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Curitiba (CMC), Jornalista Márcio Barros (PSD), informou ao plenário que o colegiado acompanhará a apuração das ameaças e injúrias raciais contra a vereadora Carol Dartora (PT). Após denunciar as agressões em plenário, na semana passada, a parlamentar apresentou documento ao Ministério Público do Paraná (MP-PR), com mais de 80 páginas, indicando 26 perfis em redes sociais por crimes de ameaça, calúnia, injúria e injúria racial.


“A Comissão de Direitos Humanos vem prestar solidariedade à Carol Dartora, vice-presidente dessa comissão, que vem sofrendo reiterados ataques racistas e ameaças após sua participação no ato [por Moïse, no dia 5]. Independente do cargo que ocupa, para o qual foi eleita democraticamente, vemos a figura de uma cidadã, brasileira, mulher que merece respeito. Não há absolutamente nada que possa justificar as atitudes criminosas que vem sofrendo. Essa comissão lamenta que ainda tenhamos que conviver com tais discursos de ódio”, afirmou Márcio Barros.


Membros do colegiado, os vereadores Alexandre Leprevost (Solidariedade), Sargento Tânia Guerreiro (PSL) e Toninho da Farmácia (DEM) assinam a comunicação com Márcio Barros, na qual prestam solidariedade à Carol Dartora.