Contratos de pedágio do Paraná só serão assinados em 2023

09/08/2022

ANTT atualiza cronograma pela terceira vez



A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) adiou, pela terceira vez, o cronograma da nova concessão de pedágio do Paraná. Agora, os primeiros contratos, dos lotes 1 e 2, serão assinados somente no primeiro trimestre do ano que vem.


O programa de concessão das “Rodovias Integradas do Paraná” foi lançado em fevereiro de 2021 com previsão inicial de assinatura dos contratos em novembro do ano passado, logo que fosse encerrada a antiga concessão.


Em abril de 2021, a ANTT atualizou o cronograma pela primeira vez, após audiência pública, para o segundo trimestre de 2022. Meses depois, quando o projeto foi alterado para o modelo de leilão pela menor tarifa, a data de assinatura dos contratos mudou para o quarto trimestre de 2022.


O projeto das “Rodovias Integradas do Paraná” segue parado no Tribunal de Contas da União. Em junho, o auditor do TCU, Cláudio Gomes de Moraes, solicitou à coordenação da Frente Parlamentar sobre o Pedágio, da Assembleia Legislativa do Paraná, o banco de dados que compara o traçado dos projetos da nova concessão de rodovias do Paraná, com o plano diretor dos municípios afetados.


O Tribunal também pediu que a ANTT atualize os estudos e cálculo, além de apresentar algumas documentações. O que fez o cronograma ser atualizado pela terceira vez.