Convocação de Bolsonaro divide integrantes da CPI

26/05/2021


Senadores aprovaram a convocação de nove governadores



A proposta de convocar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para depor na CPI da Covid no Senado dividiu os intetegrantes da comissão. A proposta partiu do vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). De concreto, a ala governista conseguiu aprovar o requerimento que convoca nove governadores, enquanto a oposição conseguiu a reconvocação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga e do ex-ministro Eduardo Pazuello.


A lista de convocados foi decidida após a primeira reunião secreta entre os membros da comissão, durou cerca de duas horas. Em seguida, o presidente da comissão Omar Aziz (PSD-AM) afirmou que foram convocados os governadores de estados onde houve operações da Polícia Federal.


Foram convocados: Wilson Lima (AM); Helder Barbalho (PA); Ibaneis Rocha (DF); Mauro Carlesse (TO); Carlos Moises (SC); Antonio Oliverio Garcia de Almeida (RR); Waldez Góes (AP); Marcos José Rocha dos Santos (RO); e o ex-governador do Rio, Wilson Witzel. Embora inicialmente previsto, os senadores acordaram não votar a convocação de prefeitos.