CPI deve convocar ministros da Saúde de Bolsonaro

27/04/2021


Decisão foi apresentada pelo relator Renan Calheiros



O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB), apresentou nesta terça-feira um plano inicial de ações que a Comissão Parlamentar de Inquérito deverá implementar. Entre essas ações está a convocação de todos os ministros da Saúde do governo Jair Bolsonaro. Além do atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, passaram pela pasta Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello. Se convocados, todos serão obrigados a comparecer à CPI.


Renan foi indicado relator pelo presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD). A CPI será responsável por apurar ações e omissões do Governo Federal e eventuais desvios de verbas federais enviadas aos Estados para o enfrentamento da Covid. A proposta de Renan Calheiros, contudo, gerou protestos de senadores aliados do governo, que pediram prazo de 24 horas para fazer sugestões ao plano de trabalho.


Líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB) se manifestou contrariamente às convocações. Para o senador, Queiroga e os ex-ministros devem ser convidados e não convocados. Diante do impasse, Omar Aziz, presidente da CPI, encerrou os trabalhos e anunciou que o plano de trabalho deverá ser votado na sessão de amanhã do colegiado.