Dia da Renovação Espiritual é um convite às mudanças interiores

28/06/2021


Sem vínculo religioso, data estimula reflexões para o desenvolvimento pessoal



O Dia da Renovação Espiritual é comemorado em 28 de junho, mas a data ainda é desconhecida pela maioria da população brasileira. Criada para inserir um hábito positivo em nosso cotidiano, a celebração é especialmente bem-vinda em tempos de amplas mudanças sociais.


Seja em virtude da pandemia de Covid-19, nas diversas relações humanas ou na expectativa misturada à incerteza com relação ao futuro, a necessidade de estar bem consigo mesmo, com os outros e saber lidar com as boas e más emoções contribui para a situação emocional de cada um.


Sem conexão com qualquer religião, o Dia da Renovação Espiritual tem a finalidade de estimular o exercício de um pensamento mais introspectivo para refletir sobre o que é preciso mudar na própria vida e no relacionamento com aqueles que estão ao nosso redor.


“A meditação e a reflexão são caminhos práticos para se renovar espiritualmente no dia a dia. Com essa autocrítica, podemos ter relações mais saudáveis, aliviar o estresse, respeitar uns aos outros e diminuir nossos sofrimentos físicos e emocionais”, explica o escritor paranaense Odil Campos.


Como se renovar?


O primeiro passo para fazer uma renovação é se abrir a diferentes possibilidades, fazer uma limpeza na mente, no coração e arrumar espaço para a entrada de novas ideias. Por isso, é fundamental sair da zona de conforto, buscar mudanças em determinados conceitos que causam medo, geram limitações e estagnações.


Pensamentos arcaicos, separatistas, individualistas, energias negativas, conflitos, ódio e violência também devem ser deixados de lado, pois geram ainda mais perturbações e não levam ao bem comum.


O escritor – que publicou dez livros e vendeu mais de 20 mil exemplares - também reforça o conceito de que o mundo só irá se regenerar e mudar as más vibrações quando o ser humano retirar as barreiras das diferenças, houver o respeito mútuo e o sentimento de amor verdadeiro.


“Temos o hábito de culpar os outros quando vivenciamos situações que não são do nosso agrado. Não aceitamos o erro e muito menos a culpa. Contudo, mudar esses pensamentos e admitir falhas são passos fundamentais para que haja menos críticas e mais evolução em nossas atitudes positivas diárias”, observa Campos.


Leitura que edifica


Junto com a prática diária de mentalizar correções, rever modos e atitudes, a leitura de livros especializados pode reforçar orientações a quem deseja seguir no processo de evolução pessoal. A obra “O Renascimento” (ed. Flor de Lis, 248 págs., R$ 45) aborda conflitos de relacionamento familiar, temas correlatos e é uma contribuição para abraçar essa jornada.


O enredo mostra que o espírito – antes de encarnar – procura estabelecer sua linha de vida e as boas relações que deverá ter. No entanto, quando se vê encarnado na matéria, age completamente diferente do que se propôs. Iludido pelo ego, pelos desejos individuais e sem considerar o coletivo, gera enormes conflitos e distorções em sua vida terrestre.


“Pela fraternidade os homens fortalecem a harmonia, que espiritualmente é a síntese geradora das esferas cósmicas e do relacionamento mundano. Por consequência, atingem a estabilidade emocional e participam de forma mais efetiva e benevolente em suas comunidades”, destaca o autor.


Compreender a realidade e agir


Entender o cenário em que se vive e saber administrar conflitos também ajuda na renovação espiritual. Para Odil Campos, essas duas atitudes trazem preciosos resultados quando colocados em prática.


“O pensamento voltado para nosso interior conecta nosso lado espiritual mais forte e vibrante, que nos conduz e permite entender o momento que vivemos. Dessa forma, ao perceber a situação real, evitamos os conflitos e temos uma renovação mais fortalecida”.


Para exemplificar a situação, o autor cita o descuido. “Se uma parte da nossa vida é negligenciada, ela aparece ou reaparece de forma distorcida. Se a gente não cuidar bem da saúde, em algum momento, um desconforto físico vai aparecer. O tamanho do desconforto vai depender da dimensão da negligência”, pondera.


Objetivo: se aproximar de Deus


Ao se preocupar em estabelecer uma prática diária de renovação espiritual, o ser humano tem condições de sentir uma conexão mais próxima com o Universo, tendo ele mesmo a absorção de energias positivas, que vai mantê-lo no caminho certo e longe dos grandes problemas.


“A conexão com o Universo amplia a consciência e permite sentir as vibrações do Cosmos. Não percebemos isso porque estamos muito mais focados em nossos desejos, mas quando conseguimos detectá-las, sentimos uma grandeza interior que eleva nossos sentimentos e nos transforma para melhor”, destaca.


Por fim, o escritor sugere que o Dia da Renovação Espiritual não aconteça apenas na data de 28 de junho. “Leve para seu cotidiano. Transforme a busca pela renovação num hábito diário. Exija de você o melhor sentimento fraterno que seu espírito tem a oferecer ao mundo”.