Felipão reclama de pênalti anulado para o Athletico

06/08/2022


Felipão reclamou principalmente do pênalti anulado para o Furacão no primeiro tempo



O técnico Luiz Felipe Scolari ficou na bronca com a arbitragem, mais com o VAR, no empate do Athletico com o Estudiantes, por 0 a 0, na Arena da Baixada, na noite desta quinta-feira, pelo jogo de ida das quartas de final da Libertadores.


Felipão reclamou principalmente do pênalti anulado para o Furacão no primeiro tempo, que o árbitro venezuelano Jesús Valenzuela chegou a marcar em campo, mas voltou atrás na decisão após consulta do VAR.


No lance, Cuello cabeceou para trás na área, e a bola bateu no braço de Godoy. Após sinalizar a penalidade, o árbitro foi até o vídeo e decidiu anular o pênalti, aos 27 do primeiro tempo.


"A imagem mostra perfeitamente que ele está com o braço aberto, bate e ele puxa o braço. É pênalti, ele deu o pênalti. Alguém entendeu que não foi pênalti, não sei. Não dá para entender esse tipo de arbitragem. Por que que um árbitro, que tem consciência de estar a dois metros do lance e sinaliza, não tenha firmeza de que “não, quem manda no jogo sou eu”? Agora quem manda no futebol em todo o mundo é o VAR. Se o VAR diz que está para lá, está lá. Se diz que está para cá, é para cá", comentou Felipão, em entrevista coletiva.


O Athletico teve também um gol anulado de Thiago Heleno no segundo tempo, com o VAR mais uma vez entrando em ação para sinalizar impedimento de Khellven na hora do cruzamento.


"O lance do gol do impedimento nosso, impedimento. Certo. Se ele viu ali. É uma coisa absurda. Se querem assim, seja assim. Vamos lá jogar de igual para igual, nas mesmas condições que começamos hoje aqui", completou Felipão.


Questionado sobre o resultado, o treinador mais uma vez alfinetou a atuação da arbitragem:


" Se achei um resultado justo? Eu e o juiz. E o VAR".