Governo do Paraná envia aos municípios nova remessa de vacinas

02/04/2021


Imunizantes foram encaminhados às 22 Regionais de Saúde em 4 aeronaves



O Governo do Estado iniciou nesta sexta-feira (2) a distribuição, às 22 Regionais de Saúde, de parte do novo lote de vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde ao Paraná na quinta-feira (1). Às 14h, 7.839 doses do imunizante Coronavac, produzido pelo laboratório Sinovac com o Instituto Butantan, saíram do Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) para o Aeroporto do Bacacheri, em Curitiba, para de lá partirem para o Interior em 4 aeronaves e um helicóptero do Estado. Nas regionais mais próximas, as doses foram enviadas por via terrestre.


Com essa nova remessa, os municípios paranaenses começam a aplicar a primeira dose da vacina em pessoas com idade entre 65 e 69 anos e nos profissionais das forças de segurança e salvamento e das Forças Armadas. “Com essa logística de distribuição, mandamos para o Interior, neste primeiro momento, as vacinas voltadas para a aplicação da primeira dose. São 2.277 doses para os profissionais de segurança e 5.555 para pessoas de 65 a 69 anos”, explicou o diretor-geral da Secretaria de Estado da Saúde, Nestor Werner Júnior.


Os imunizantes distribuídos nesta sexta-feira fazem parte do 11º lote de vacinas enviado ao Estado pelo Ministério da Saúde. As 525,25 mil doses desembarcaram no Aeroporto Afonso Pena na quinta-feira, sendo a maior parte destinada para a segunda aplicação nos grupos que já receberam a primeira dose da vacina, incluindo trabalhadores da saúde e pessoas com idade a partir de 70 anos. “Começaremos a distribuir essas doses na semana que vem, porque existe um aprazamento, tem um tempo que precisa esperar para a aplicação entre a primeira e a segunda dose. Enquanto isso, elas ficarão armazenadas no Cemepar”, destaca Werner.


Um novo grupo prioritário passou a fazer parte do calendário de vacinação. Segundo a recomendação do Ministério da Saúde, os trabalhadores das forças de segurança que devem ser contemplados nesse adiantamento de doses são os envolvidos diretamente na linha de frente de combate à Covid-19, como em ações de vacinação e monitoramento das medidas de distanciamento, em resgates e atendimento pré-hospitalar ou ainda no transporte de pacientes.


​KITS INTUBAÇÃO – Junto com os imunizantes, o Governo do Estado também enviou 190.170 ampolas de medicamentos do chamado kit intubação, que serão destinadas aos hospitais da rede de atendimento à Covid-19. A maior parte dos analgésicos, sedativos e bloqueadores neuromusculares, usados para intubar os pacientes que tiveram agravamento no quadro respiratório, foi adquirida pela Secretaria de Estado da Saúde, além dos remédios enviados ao Paraná pelo Ministério da Saúde.


“Continuamos com o trabalho de conseguir mais medicamentos, para garantir o atendimento dos cidadãos neste momento de escassez. Abrimos uma cotação, baseada em uma decisão da Anvisa, que flexibilizou a importação de medicamentos do kit intubação para o Brasil”, explicou o diretor. “Estamos no momento final dessa negociação. Já temos a indicação de fornecedores e é possível que na semana que vem se feche a compra, por uma dispensa de licitação especial, para que esses remédios cheguem ao Paraná o mais rápido possível”, destacou.