"Halo salvou a vida de Hamilton", diz chefe da Mercedes após acidente

12/09/2021


Dispositivo impediu choque entre a roda da RBR e a cabeça do piloto



Odiado pelos fãs da F1 ao ser introduzido como dispositivo de proteção da cabeça, o Halo novamente cumpriu seu importante papel de evitar lesões durante um acidente, desta vez na colisão entre Lewis Hamilton e Max Verstappen no GP da Itália, neste domingo, em Monza.


Após a dupla bater na primeira curva do circuito, o carro de Verstappen decolou ao passar pela zebra e aterrissou em cima da Mercedes do rival. A peça evitou que a roda traseira direita da RBR do holandês caísse em cima da cabeça de Lewis. Para Toto Wolff, chefe da Mercedes, o Halo salvou a vida do heptacampeão.


“O Halo definitivamente salvou a vida de Lewis hoje. Teria sido um acidente horrível no qual não quero nem pensar se não tivéssemos o Halo”, desabafa o chefe da Mercedes.


Ao dividirem a primeira curva, o carro da RBR passou por cima das lombadas e acabou subindo na Mercedes do britânico, jogando a dupla para fora da pista e decretando fim de prova para ambos. Wolff afirma que os pilotos precisam deixar espaço um para o outro antes que este tipo de acidente possa machucar um dos dois.


“Ambos precisam deixar espaço um para outro, disputar com firmeza mas evitar acidentes. Foi divertido até agora, mas já vimos o Halo salvar a vida do Hamilton hoje e o impacto forte do Max em Silverstone, e nós não queremos uma situação em que alguém se machuque seriamente”.