Igreja denuncia vereador Renato Freitas por invasão

16/02/2022


Vereador também vai responder no Conselho de Ética da Câmara



A Mitra da Arquidiocese de Curitiba registrou boletim de ocorrência no 3º Distrito Policial contra o vereador Renato Freitas, por atentar contra a liberdade de culto, ao participar de manifestação antirracista na Igreja do Rosário, no último dia 5, em Curitiba. A informação é do Plural. Segundo o jornal, a queixa foi registrada no último dia 10, cinco dias após o ato.


A informação foi confirmada pela advogada da Mitra da Arquidiocese de Curitiba, Cynthia Glowacki Ferreira. No documento, ela aponta o crime de “ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo”, previsto no artigo 208 do Código Penal. A advogada repassou o documento à corregedora da Câmara, vereadora Amália Tortato (Novo), que deu parecer favorável à abertura de processo por quebra de decoro contra Freitas.


“Está muito claro no vídeo que o barulho atrapalhou a celebração. As pessoas não podiam ouvir o padre”, afirmou a advogada ao Plural. Ela alega que a missa, que geralmente dura uma hora, foi encerrada após 40 minutos por causa do barulho da manifestação.