Indústria cloro-álcalis lança portal de informações sobre saneamento básico

10/10/2021


Objetivo do site “Saneamento Já!” é reunir dados e promover o debate qualificado



O portal Saneamento Já! (www.saneamentoja.com.br) estreou no dia 22 de setembro. Seu conteúdo, estruturado a partir do prisma da sustentabilidade, destaca a relação entre saneamento e o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).


Com navegabilidade amigável, o site proporciona acesso à conteúdo multimídia (vídeos e podcasts) e uma agenda de eventos de interesse para agentes do setor. O saneamento básico envolve infraestrutura e uma complexa rede de serviços ligados a conservação do meio ambiente e da qualidade sanitária do lugar onde vivemos, e a indústria cloro-álcalis está diretamente relacionada aos avanços nesta seara – afinal, o cloro é o principal produto de desinfecção de água existente no mundo e seus subprodutos, como o PVC (cuja massa é composta de 57% de cloro), são basilares para a infraestrutura de captação e distribuição de recursos hídricos.


A Associação Brasileira da Indústria de Álcalis, Cloro e Derivados (Abiclor), entidade que representa as principais produtoras de cloro e soda cáustica instaladas no País, identificou a necessidade de criação de um canal de conteúdo dedicado ao tema do saneamento e mobilizou suas redes de interlocução para reunir informações, exemplos e recursos audiovisuais que possam fomentar o debate e contribuir para universalização do acesso ao saneamento básico no Brasil. “Temos a satisfação de colocar este projeto no ar e esperamos que ele ajude a ampliar horizontes, esclarecer dúvidas e dirimir mitos, porque a informação de qualidade é um elemento fundamental para o desenvolvimento sustentável”, destaca o diretor-executivo da Abiclor, Martim Afonso Penna.


Abrangendo editorias como Meio Ambiente, Tecnologia, Economia Sanitária e Regulação, o portal acompanha o dia a dia de quem trabalha no setor de saneamento, retratando práticas inovadoras e exemplos mundiais que podem ensinar e inspirar os profissionais brasileiros. O conceito de economia sanitária é um dos eixos de conteúdo, propondo que governos, iniciativa privada e organizações sociais e sem fins lucrativos podem trabalhar em conjunto para que a universalização do saneamento seja alcançada.


Na seção Opinião, representantes de órgão oficiais, entidades e associações, profissionais e acadêmicos da área apresentam temas variados com debates relevantes para a estruturação dos sistemas de tratamento de água e esgoto, a drenagem e a limpeza urbana, a proteção do meio ambiente e a promoção da saúde.