top of page

Morre mulher yanomami fotografada com desnutrição extrema

23/01/2023


Nas redes sociais, Júnior Yanomami pediu que a imagem da mulher desnutrida deixasse de ser replicada



Uma mulher yanomami fotografada em condições severas de desnutrição, cuja imagem foi divulgada para denunciar as condições de saúde dos indígenas na maior terra indígena do Brasil, morreu na semana passada em sua comunidade. A informação foi divulgada por Júnior Yanomami, presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena (Condisi), dos Yanomami e Ye’kuana.


Júnior é uma das lideranças locais que vêm denunciando o quadro de desassistência em saúde na terra indígena, com explosão de casos de malária e ampliação dos casos de desnutrição de crianças e idosos.


As principais imagens que circularam nas redes sociais com o retrato do estado de saúde de indígenas partira do presindente do Condisi.


Nas redes sociais, Júnior Yanomami pediu que a imagem da mulher desnutrida deixasse de ser replicada e disse que a morte ocorreu na semana passada.


A constatação do óbito ocorreu em visita à comunidade Kataroa, segundo ele. “Por questões culturais, a sua imagem não poderá ser mais divulgada”, afirmou.


Ele explicou que na cultura Yanomami, após a morte, ninguém mais pronuncia o nome da pessoa. “Queimamos todos os pertences e não permitimos que fotografias permaneçam sendo divulgadas”, disse o presidente do Condisi.

bottom of page