Pedágio deixou de duplicar 50% do previsto em contratos

23/11/2021


Concessões terminam no próximo fim de semana



Quase metade das obras de duplicação de rodovias previstas nos contratos de pedágio, que se encerram no próximo final de semana, não foram feitas ou sequer iniciadas, segundo estudo apresentado nesta terça-feira em audiência pública na Assembleia Legislativa por técnicos da Universidade Federal do Paraná (ITTI/UFPR).


O estudo foi encomendado pela Frente Parlamentar do Pedágio da Assembleia. De acordo com o trabalho, dos 855 quilômetros de duplicações previstas nos contratos originais, há 24 anos, apenas 439,23 Km, ou 51%, forem efetivamente realizados. E dos 377 km de terceiras faixas previstos, apenas 213,86 Kms, ou 57% foram concluídas.


Além disso, de acordo com o levantamento, outras 26 grandes obras foram excluídas da responsabilidade das concessionárias após negociações com governos estaduais. Entre elas, a as duplicações do Contorno Norte de Maringá, da BR-277 entre Cascavel e Matelândia (região Oeste) e dos acessos entre Paranaguá e o Porto (Litoral). Seis obras seguem em andamento, entre elas os contornos de Arapongas e Jandaia do Sul, e a duplicação entre Cornélio Procópio e Ibiporã (região Norte).