PSDB vai contratar nova empresa para fazer votação das prévias

23/11/2021


Três pré-candidatos concorrem à indicação do partido tucano



O PSDB decidiu contratar uma nova empresa para concluir o sistema de votação de suas prévias presidenciais. No último domingo, 21, o partido foi obrigado a suspender o processo de escolha do candidato tucano ao Palácio do Planalto após uma série de falhas apresentadas pelo aplicativo da Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faurgs), contratada para o serviço. Agora, a Relatasoft foi escolhida para cuidar do novo aplicativo, o D. Voto, desde que o novo sistema passe pelo "teste de estresse" ao qual será submetido. A empresa integra o Projeto Eleições do Futuro, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


A ideia agora é retomar a votação o mais rapidamente possível. Mas, além dos ajustes técnicos, a nova data depende das negociações políticas entre os candidatos. Disputam as prévias os governadores João Doria (São Paulo), Eduardo Leite (Rio Grande do Sul) e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio.


Segundo dirigentes do PSDB, os técnicos da Faurgs não forneceram explicações convincentes sobre o problema envolvendo a ferramenta de votação nem teriam oferecido soluções seguras para que continuassem participando das prévias. O aplicativo custou cerca de R$1,5 milhão.