top of page

Transportador escolar precisa estar com documentação em dia para atuar em Curitiba, alerta Urbs

25/01/2023


A obrigação é prevista na legislação municipal como forma de garantir a segurança dos alunos


Foto: Luiz Costa/SMCS

Os transportadores escolares que estão com a licença para trafegar vencida precisam renovar a vistoria para garantir a regularidade do serviço. A Urbanização de Curitiba (Urbs) alerta para que empresas e pessoas físicas que prestam o serviço não deixem para fazer a renovação às vésperas da volta às aulas, que ocorre em fevereiro. A obrigação é prevista na legislação municipal como forma de garantir a segurança dos alunos que utilizam esse serviço.


A procura pela renovação da licença - e também a espera pelo atendimento - aumenta muito com a proximidade do período escolar. A vistoria precisa ser agendada pelo Agendaonline. Dos 992 transportadores escolares registrados em Curitiba, 859 estão com licenças ativas. Os 133 restantes são de transportadores que ainda não fizeram a atualização.


Vistoria

A vistoria tem validade por seis meses e o calendário segue o número do veículo. Nela, a fiscalização confere os itens de segurança, conforto e aparência, assim como a parte interna do veículo, como sistema de direção, freio, cintos de segurança individuais, tacógrafo, limpadores de para-brisa, saídas de emergência, extintor de incêndio, e outros. Na parte externa são checados os amortecedores, placa, bateria, faróis, piscas, luz de freio, lanterna, espelho retrovisor e pneus.


Depois da vistoria, o veículo recebe a Licença para Trafegar, um selo que fica colado do lado superior direito do para-brisa dianteiro, válido por seis meses.


Certificado do Condutor

Além do adesivo com a data de validade da última vistoria, os pais devem exigir ainda o Certificado Cadastral do Condutor na hora de contratar o serviço. O documento é concedido duas vezes ao ano aos motoristas profissionais que têm mais de 21 anos, estão habilitados nas categorias "D" e "E", possuem pelo menos dois anos de experiência profissional, bons antecedentes e têm curso específico de condutores de veículos. Os pais podem consultar informações no site da URBS sobre os transportadores escolares mais próximos da região de cada escola.


Fiscalização

A fiscalização faz abordagens ao transporte escolar em frente às escolas ou durante o percurso das mesmas e confere a data de validade da licença para trafegar, bem como a Certificado Cadastral do Condutor. As infrações são punidas com multas e perda de licença de atuação.


Da pré-escola até o último ano do Ensino Fundamental, é necessária a presença da figura do monitor no veículo, Responsável por auxiliar no cuidado dos alunos, ele deve ser identificado, ter certificado de conclusão de curso de monitor de transporte escolar e ainda ter certidão negativa na Vara de Execuções Penais.

bottom of page